Roma propõe solução para o abastecimento de água em Conquista

O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), criticou a inação do governador Rui Costa (PT) para capitanear, junto à bancada baiana em Brasília, um plano de destinação de emendas parlamentares que resolvessem duas demandas fundamentais: o abastecimento de água em Vitória da Conquista e o Anel do Contorno de Feira de Santana. Na tarde deste domingo, Roma está em Serra Preta, onde participa da Festa do Vaqueiro


“Com R$ 1 bilhão essas duas demandas já teriam sido atendidas”, disse Roma, no sábado (27), em conversa com empresários conquistenses após a realização de motociata e comício com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL). “Por que o governador não procurou resolver essas questões?”, indagou Roma. Ele explicou que a construção de uma barragem para atender a Vitória da Conquista e região custaria R$ 500 milhões e que o Anel de Contorno de Feira já está sendo concluído pelo governo federal. O ex-ministro da Cidadania apontou que, a cada legislatura, a bancada baiana pode destinar R$ 2 bilhões ao estado.

“Eu quero promover uma discussão para engrandecer essa política da Bahia e resolver os problemas para que não fique nessa mesmice de entra grupo e sai outro para aumentar imposto e distribuir migalhas para a população”, declarou Roma, referindo-se tanto às gestões do PT na Bahia quanto às do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB), que aumentou impostos como o IPTU e desenvolveu uma indústria de multas na capital baiana.

O ex-ministro da Cidadania destacou que “coisas sérias para a Bahia não são discutidas por esses dois grupos e a Bahia fica para trás porque a gente perde competitividade, tanto devido à ineficiência da infraestrutura quanto à estrutura tributária”. Roma citou que o governador petista, por exemplo, quando o presidente Jair Bolsonaro conseguiu baixar a alíquota do ICMS sobre os combustíveis, aumentou o tributo sobre a indústria, setor hoteleiro e de saúde. “O investidor traz seu dinheiro e ainda recebe essa surpresinha”, criticou Roma.

Ao falar com os empresários sobre investimentos em Conquista, Roma disse que, além da solução do abastecimento de água, tem conversado com ministros do governo Bolsonaro para melhorar a infraestrutura da região, destravando a duplicação da BR-116, e sobre a descentralização da Universidade Federal da Bahia, buscando levar mais cursos à região. O candidato a governador do PL ressaltou, na conversa com os conquistenses, que pretende derrubar as amarras para quem quer produzir na região, a exemplo do que faz o presidente Bolsonaro, “que assanhou os cabelos da burocracia”.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Destaques

6/trending/recent