Projeto realizado no Cepi Dom Veloso, em Itumbiara, está entre os 60 semifinalistas do Prêmio LED – Luz na Educação

Iniciativa da Fundação Roberto Marinho e Rede Globo recebeu mais de 2 mil inscrições em 2022. Resultado final será divulgado em abril de 2023

Foto: Pedro Oliveira.

A professora Ayanda Ferreira Nascimento Lima, do Centro de Ensino em Período Integral Dom Veloso, em Itumbiara, foi selecionada na fase semifinal do prêmio LED – Luz na Educação, promovido pela Fundação Roberto Marinho e Rede Globo. Ela é a única representante da rede pública estadual de ensino com o trabalho 'Pesquisa Científica: Promovendo a Integração Curricular'. A iniciativa da professora integra a lista das 60 experiências escolhidas para esta etapa do prêmio que recebeu mais de duas mil inscrições de todo o País.

Ayanda é professora de Biologia e explica que o projeto começou a ser desenvolvido em fevereiro deste ano com seis turmas do Ensino Médio, sendo duas turmas da 1ª série; três da segunda e uma da terceira, totalizando 140 alunos. Para ela, a proposta busca despertar maior interesse dos estudantes pelos conteúdos e promover a integração curricular, de forma a alcançar uma aprendizagem mais significativa.

"Há uma distância entre falar sobre a necessidade de promover a integração curricular nas escolas e de colocar isso em prática. E eu consegui mostrar que, ao desenvolvermos pesquisas científicas, é possível promover um diálogo muito produtivo entre os diferentes componentes curriculares", comenta a professora.

As ações foram múltiplas com desenvolvimento de pesquisa em laboratórios, nos quais os estudantes tiveram acesso ao trabalho direto com microscópios e acessaram um novo olhar sobre a biologia. Também foi realizada uma interação curricular que gerou a criação de uma horta escolar que uniu os professores para que a integração curricular fosse efetiva dentro do Centro de Ensino em Período Integral.

E para ampliar os resultados da ação, Ayanda conta que outros professores da unidade escolar participaram da experiência pedagógica que envolveu também mais seis componentes curriculares: Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química, Geografia e Sociologia.

Além de garantir melhorias na aprendizagem, o projeto de Ayanda inovou ao caminhar para o combate à evasão escolar. "Temos depoimentos de alunos que pretendiam pedir transferência para outra escola, mas desistiram por causa da possibilidade de poderem participar dos projetos científicos desenvolvidos aqui", destaca.

Premiações diversas
Ayanda tem um currículo profissional que se destaca pelo grande número de participações em eventos científicos nacionais e internacionais. Em 2022, a professora conquistou o 4º lugar no prêmio Ciência Jovem, promovido pelo governo de Pernambuco. Em 2020, ficou em 1º lugar na Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências do Mato Grosso do Sul e recebeu Prêmio Destaque de Incentivo à Pesquisa Científica da Associação Brasileira de Incentivo à Tecnologia e Ciência (Febrace).

No ano anterior, classificou-se em primeiro lugar (regional) nos prêmios Respostas para o Amanhã, promovido pela Samsung; e Prudential Espírito Comunitário, realizado pela seguradora multinacional. No Respostas para o Amanhã, inclusive, os projetos orientados por Ayanda foram premiados em primeiro lugar em 2018 (regional) e 2015 (nacional). No mesmo ano, ela garantiu o 3º lugar na 24ª edição Ciência Jovem, do Espaço Ciência, em Pernambuco. Consta ainda o 1º lugar (regional) na 8ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente, em 2016, e o 1º lugar (regional) na 5ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente da Fundação Oswaldo Cruz.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Destaques

6/trending/recent